EMPRESAS DEVEM BAIXAR A EMISSÃO DE CARBONO
Presidente brasileiro sanciona lei definindo uma Política Nacional de Mudanças Climáticas
 

fiogf49gjkf0d
As empresas devem se preparar para diminuir as suas emissões de carbono. Na semana passada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a lei que vai definir uma Política Nacional de Mudanças Climáticas, a qual terá como meta uma redução das emissões entre 36,1% e 38,9% até 2020. A expectativa é que a regulamentação dessa lei ocorra no próximo mês. “É positivo ter uma lei que estabeleça um comprometimento de todos os setores em reduzir as emissões. No entanto, essa meta não pode ser muito alta a ponto de inviabilizar novos empreendimentos, principalmente na área de infraestrutura”, comentou o presidente do conselho temático de meio ambiente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), Anísio Coelho. O gás carbônico é um dos gases que contribuem para o aquecimento global e essa redução visa minimizar os efeitos disso no meio ambiente. Coelho estava se referindo às grandes hidrelétricas que deverão ser implantadas na Região Norte, iniciativa que está sendo muito criticada por ambientalistas. “A energia elétrica é essencial para o desenvolvimento do País e a expectativa é que o Brasil cresça mais de 5% em 2010. Vamos precisar dessa energia no futuro”, disse. As primeiras reuniões para defender uma meta de redução das emissões de carbono por setor serão realizadas ainda na primeira quinzena deste mês e devem contar com a participação de representantes de vários segmentos produtivos. Pelo menos 22 grandes empresas já aderiram a um programa desenvolvido em parceria com a Rede WWF, que prevê a redução da emissão de gases do efeito estufa no processo produtivo dessas companhias. O programa global conta com 22 participantes, incluindo a Coca-Cola, IBM, Tetrapak, Nokia, National Geographic e Sony. Elas se comprometeram em fazer uma redução das emissões de gases do efeito estufa que corresponde a 50 milhões de toneladas de dióxido de carbono até 2010, o equivalente às emissões anuais feitas pela Suíça. Existem várias iniciativas que podem reduzir a emissão de carbono, como por exemplo, substituir o diesel pelo biodiesel, a gasolina pelo álcool, entre outras. A brasileira Natura já anunciou a sua adesão ao programa e vai reduzir em 10% as emissões dos seus processos operacionais até 2012, em relação ao ano de 2008. Para cumprir a meta, a empresa vai usar mais energias renováveis, substituindo o combustível dos seus fornos de calor por biomassa e etanol, ambos renováveis. A companhia também vai utilizar o álcool na sua frota própria de veículos.

Fonte: Jornal do Commercio - Ângela Fernanda Belfort

 
 
< voltar
 
usuário
senha